img

Música

Sobre a música na liturgia, o Concílio Vaticano II afirma que: “…a música sacra será tanto mais santa, quanto mais intimamente estiver ligada à ação litúrgica…” (SC 112c). E ainda: “Uma autêntica celebração exige também que se observe exatamente o sentido e a natureza próprios de cada parte e de cada canto…” (MS 6b). É importante cantar a liturgia, e não simplesmente cantar na liturgia, como tantas vezes acontece.

Conforme o pensamento conciliar e o ensinamento da Igreja, conclui-se que, na liturgia, não se canta por cantar. Não se canta para encher espaço ou cobrir possíveis vazios na celebração. Também não se canta por ser o canto bonito e cheio de mensagens, simplesmente.
Cantar a liturgia não é um modo de diversão nem se destina a tornar a celebração mais leve, mais agradável, mais movimentada, tampouco para enfeitar, pois ela tem, na celebração, uma função ministerial, que lhe é própria. Assim como não existe festa sem canto, sendo a Missa uma grande festa dos filhos e filhas de Deus, antes de tudo, é imprescindível a presença do canto. Em todas as culturas e em todas as civilizações, o canto sempre constitui alegria de um povo, ou então marca de suas angústias, de seus sonhos e de suas aspirações. Na liturgia, o canto reúne a assembléia, anima e dá vida à celebração. Facilita passar de “uma só voz” a “um só coração”, e, finalmente, a “uma só alma”, como se vê na espiritualidade das comunidades primitivas. Podemos, pela liturgia, unir nossa voz à dos anjos, sendo realmente nosso canto exultação de um povo feliz e redimido.

Na linguagem bíblica e litúrgica, canto se associa ao Espírito Santo, e espírito tem relação com sopro, vento. O Espírito de Deus suscita em nós o “som”, a vibração correta, que nos faz pensar e sentir em uníssono com o próprio Deus.
O canto produz, pois, a harmonia universal. Aliás, a palavra “canto” significa por si “harmonia”. Assim, podemos dizer que a criação, na sua harmonia, é um canto de louvor a Deus, e a liturgia, nas palavras de Paulo VI, é o louvor de Deus, na linguagem de um povo orante.

O canto ainda amplia o sentido das palavras e, por outro lado, sonda o mais profundo da interioridade do ser, cativa e faz brotar os sentimentos mais puros e profundos da alma humana.

img
img

img

(41) 3252-2564

img

Secretaria: Terça a Sexta-feira das 8:00h as 18:00h e Sábados das 8:00h as 12:00h
Responsável: Heber de Castro

Ficha de Intenção